Auxílio Brasil

Auxílio Brasil: Quem tem direito ao benefício?

Em novembro, o governo federal lançou o Auxílio Brasil, em substituição ao conhecido Bolsa Família.

Com a reformulação, os beneficiários terão maior qualidade de atendimento e o programa poderá ser expandido para cerca de 17 milhões de famílias até 2022

De acordo com o Ministério da Cidadania, a modalidade de inscrição no Bolsa Família continuará e será transferida para o cadastro no Auxílio Brasil, que utiliza um cadastro único para programas sociais – o Cadastro Único.

Esse cadastro tem como objetivo coletar informações sobre as famílias de baixa renda do país. Dessa forma, o governo federal consegue identificar os brasileiros atingidos pelos programas sociais.

Para o novo programa, o governo utilizará a base de beneficiários do Bolsa Família, que atualmente é de 14,6 milhões, e adicionará outros cerca de 2,4 milhões de novos membros para o novo programa a partir de janeiro. O repasse mensal médio pago aumentou quase 20%, passando de R$ 190,00 no Bolsa Família para R$ 224,41 em novembro.

O objetivo do novo programa, segundo o governo federal, é promover a cidadania com garantia de renda, com foco na superação da vulnerabilidade social das famílias atendidas, na redução da pobreza e da extrema pobreza e na promoção do desenvolvimento da primeira infância das crianças. O novo programa social aposta também na emancipação das famílias, na integração dos jovens no mercado de trabalho e na promoção do empreendedorismo

O Auxílio Brasil terá três benefícios básicos – pensão alimentícia, bolsa família e superação da extrema pobreza – e mais seis. As três prestações básicas podem ser pagas cumulativamente consoante a composição do grupo familiar, sendo as prestações para lactentes e reagrupamento familiar limitadas a 5 por família.

Quem receberá o Auxílio Brasil?

Segundo o ministro da Cidadania, João Roma, o programa Auxílio Brasil é voltado para famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. O governo federal reavalia regularmente os valores de cada desempenho, os valores de referência que caracterizam uma situação de pobreza ou extrema pobreza.

Para manter os benefícios da primeira infância e do reagrupamento familiar, uma família em situação de pobreza deve incluir mulheres grávidas ou pessoas com menos de 21 anos. , a família tem direito ao benefício de extrema pobreza Cadastro Único, renda per capita mensal de até meio salário mínimo (R$ 550,00) e renda familiar total mensal de até três salários (R$ 3.300,00) ou superior.

Para se candidatar ao Auxílio Brasil, é necessário comprovar renda de até R$ 105,00 mensais (pobreza extrema) ou entre R$ 105,01 a R$ 210,00 mensais para famílias em situação de pobreza.

Como saber se estou incluído no calendário do Auxílio Brasil 2022?

Para saber o status do cadastro, a consulta pode ser feita no site, no aplicativo CadÚnico ou pelo telefone 0800 707 2003 (ligação gratuita). Caso o cadastro precise ser atualizado, a família responsável deve procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo.